Dicas /

Sangramentos durante a gravidez

Foto: J Wheeler and V Laws/Corbis

Foto: J Wheeler and V Laws/Corbis

Qualquer futura mãe perde o sono se percebe algum tipo de sangramento durante a gestação. O fato é que todas elas estão sujeitas a isso, umas mais, outras menos.

 

Por isso é importantíssimo que a mulher realize uma consulta pré-gestacional. Assim, durante a gravidez, o médico pode tentar prevenir e ficar atento a qualquer ocorrência.

 

Segundo a obstetra do Hospital e Maternidade Santa Joana, Dra. Carla Kikuchi, os motivos do sangramento são diversos e em cada caso podem ter suas peculiaridades. “No geral, eles são divididos em sangramentos da primeira metade e da segunda metade da gestação.”

 

Da primeira metade, a médica explica que os possíveis motivos são: abortamento (gestação sem evolução), prenhez ectópica (gestação ocorre fora da cavidade do útero), e patologias do trato inferior (vasos, lacerações químicas, pólipos e outras doenças). “Essas alterações podem ser diagnosticadas pelo ginecologista e obstetra”, afirma Dra. Carla.

 

Na segunda metade os motivos podem ser descolamento baixo da placenta (separação intempestiva da placenta do útero após as 20 semanas e antes do nascimento, podendo levar ao óbito fetal e materno, uma situação de emergência na obstetrícia), inserção baixa da placenta (placenta inserida abaixo do “normal” após 28 semanas) e patologia do trato inferior (lesões genitais, por tumores, químicos, vasos…).

 

Parte dessas doenças podem muitas vezes ser prevenidas por meio de exames de rotina e acompanhamento profissional. “De qualquer forma o sangramento na gravidez não é considerado normal, mesmo sem dor. Toda vez que ele surgir a gestante deve procurar o obstetra ou um pronto socorro com obstetras de plantão”, orienta a especialista do Santa Joana.

 

 

Fonte: http://vilamulher.terra.com.br/sangramentos-durante-a-gravidez-8-1-53-307.html

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

© Farmácia Permanente - Sempre pensando em você!